be_ixf;ym_202208 d_15; ct_100
FECHAR
The WSL Championship Tour is back in Western Australia. Some might ask, “Why?” and it’d be a fair question. Main Break Margaret River is notoriously slow and the abundance of sharks in the area has caused more than a few nightmares, heat delays and even l
NOVIDADES

Filipe Toledo & Conner Coffin falam sobre a temporada de Surf 2021

Sep 172021

Pela primeira vez na história, o título mundial da WSL foi decidido durante um único dia de competição em Lower Trestles, em San Clemente, CA, com cinco surfistas lutando pelo campeonato. Os atletas da equipe Monster Energy Filipe Toledo e Conner Coffin terminaram em 2º e 4º lugar, respectivamente. Depois de um longo dia de muita emoção, os dois surfistas nos animaram, contando tudo sobre a WSL e o que está por vir.

FILIPE TOLEDO NO WSL

 

Você está na turnê WSL desde 2013, você conhece o WSL como a palma da sua mão. Como você treinou de forma diferente neste ano? Qual é a sua motivação para vencer?

Sinto que ganhei muita experiência ao longo dos anos, e isso ajuda muito, mas nada é realmente diferente, estou apenas curtindo o processo e me divertindo com ele! A minha motivação é a minha família e mostrar pra mim mesmo o que eu consigo fazer!

 

Você chegou tão perto de ser o campeão; como você está se sentindo?

Me sinto feliz porque fiz tudo o que podia, eu dei tudo de mim para tentar vencer, mas faltou apenas uma ponto, talvez no ano que vem!

 

Surfando próximo às suas inspirações e depois competindo contra elas, eles provavelmente deram a você alguns conselhos e histórias épicas. Qual é um conselho que você daria aos surfistas mais jovens?

Uma coisa que eu realmente lembro vindo de um surfista muito experiente que é meu pai; “Vá lá fora e divirta-se”, foi o que tentei fazer com todos com quem eu já surfei!

 

Morando em San Clemente, como é ter as finais em sua casa?

Foi incrível surfar as finais aqui em Trestles. Adoro estar aqui, adoro surfar aqui localmente e a comunidade! Estou muito grato por estar aqui hoje!

 

Você está classificado em terceiro lugar no Torneio do Campeonato Masculino indo para as finais. É aqui que você se imaginou entrando na temporada?

Eu sinto que estou em um bom lugar. Tive uma grande chance de conquistar o título ... Me concentrei no treinamento, no meu surf, e em estar pronto para estar nesta posição para disputar a final. Animado para o próximo ano!

CONNER COFFIN NO WSL

 

Seu estilo é conhecido como “Power Surfing”, que lhe rendeu 8,5 na partida 2 das finais da WSL esta semana. Você pode explicar seu estilo e como desenvolve seus pontos fortes?

Para mim, o surf sempre foi uma questão de autoexpressão e acho que é daí que vem o meu estilo e isso muda a forma como eu me sentindo naquele dia. Gosto de tentar formar ondas inteiras e sentir que as partes entre as manobras também são importantes. Às vezes é mais cru e agressivo, às vezes talvez seja mais polido. Eu cresci amando surfar point break e assistir Tom Curren e caras que tinham estilos fluidos ótimos, então era isso que eu aspirava.

 

Você está classificado em 4º no Torneio do Campeonato Masculino, como você se sente? É aqui que você se imaginou entrando na temporada?

É uma sensação incrível! É um sonho que se tornou realidade estar entre os 5 primeiros e competir por um título mundial em solo da Califórnia. Eu definitivamente me visualizei nesta posição muitas vezes, mas é definitivamente uma grande tarefa a ser realizada.

 

Qual foi o seu evento favorito deste ano?

Meu evento favorito este ano foi o evento de finais em lowers. Quando desci para minha primeira bateria e vi minha família inteira, avós e amigos torcendo por mim e ouvi toda a praia torcer por mim, fiquei arrepiado. Nunca senti esse tipo de energia e apoio em minha vida. Foi tão especial.

 

Tem havido muita controvérsia sobre este novo formato para determinar o campeão mundial da WSL, o que você acha do novo formato do evento final da WSL?

Achei o formato muito legal e empolgante. Foi tão divertido fazer parte, mas também como fã de surf, adorei sentar na praia e assistir ao confronto do título mundial.


Esta é uma das melhores temporadas que vocês dois tiveram em termos de classificação, o que funcionou para vocês este ano que não funcionou nos anos anteriores?

Acho que simplesmente simplifiquei as coisas este ano e pude realmente aproveitar meu tempo na estrada por uma série de razões. Minha namorada Sierra viajou comigo e foi muito divertida e solidária de se ter na estrada. Também senti que deixei de tentar obter resultados e apenas surfei e dei o meu melhor para desfrutar de tudo.

 

A tempestade brasileira realmente deu show nos últimos anos, parece que eles são uma força imparável no momento, ou você acha que alguém será capaz de derrotá-los nos próximos anos?

Eles são incríveis. Estou constantemente inspirado em como eles são bons e como trabalham duro. É divertido estar no meio deles. O pool de talentos é muito grande agora e eu definitivamente acho que vamos ser capazes de lutar por títulos com eles!

 

Bebida Monster favorita para te animar antes da competição?

Eu sou um cara clássico, amo o Monster Energy Original!

COMPARTILHAR ESSE ARTIGO:

RECOMENDADO

PARA VOCE