be_ixf;ym_202010 d_01; ct_100
FECHAR
Images from the 2019 Formula 1 event at the Circuit Paul Ricard race track in Le Castellet, France
NOVIDADES

Lewis fala sobre o futuro da Fórmula 1 após vencer o GP da França

Nov 30-0001

Lewis Hamilton já venceu seis das oito corridas de Fórmula 1 desta temporada e está no rumo certo para defender seu título mundial. Porém, apesar de seu domínio impressionante, ele tem procurado um jeito de melhorar a F1; já que quer batalhar bastante por suas vitórias, como tem gostado de demonstrar.

O piloto da Mercedes-AMG Petronas Motorsport teve um desempenho impressionante ao vencer o Grande Prêmio da França, liderando todas as voltas da corrida desde a pole position, mesmo após fazer seu pitstop. Seu atual desempenho já estimulou conversas no paddock da Fórmula 1 sobre a expectativa dele em permanecer invicto pelo restante da temporada de 2019.

É muito irrealista esperar? Talvez, mas ele certamente está, no momento, confiando na própria equipe e o Chefe de Motorsport, Toto Wolff. "As pessoas veem o sucesso e muitas vezes não têm uma compreensão real de quanto trabalho acontece em segundo plano", diz Lewis. "Obviamente, temos um chefe incrível, e acho que isso se reflete nos níveis abaixo dele.

"Devemos muito ao Toto, de como ele comanda essa equipe e como ele nos comanda como pilotos e nos permite correr. Temos uma grande equipe de comunicadores e trabalhadores. Não há uma única pessoa que seja complacente dentro da equipe.

“Honestamente, eu nunca pensei que veria uma equipe tão grande, e seria tão sortudo por estar em um time tão grande. Então estou muito, muito grato por testemunhar isso. Pouco a pouco, prossigo trabalhando com ela, prossigo tentando e está ficando cada vez melhor, mas as corridas continuam a ser o meu ponto mais forte.

"Mas eu realmente espero que as próximas corridas sejam como a última. Eu realmente espero que a Ferrari traga mais força aerodinâmica ao invés de manter as retas rápidas, obtendo alguma velocidade através dos cantos para que possamos começar a competir uns com os outros."

O primeiro lugar de Lewis e o segundo lugar de Valtteri Bottas completaram um fim de semana dominante para a equipe. Porém, antes da corrida em Paul Riccard, Lewis visitou o QG de gestão esportiva da equipe em Paris para tentar discutir o futuro da F1, pois ele quer que a natureza competitiva retorne.

 

Lewis acrescentou: "É realmente importante que as pessoas percebam que não é culpa dos pilotos. Esse é um ciclo constante da Fórmula 1 há anos, antes mesmo de eu chegar à Fórmula 1".

 

"Eu entendo isso totalmente e me lembro de crescer assistindo. Não aponte os dedos para os pilotos porque não escrevemos as regras, não temos nada a ver com transações financeiras, todo esse tipo de coisa. Acho que as pessoas no comando da Fórmula 1 estão tentando, mas por muitos e muitos anos eles tomaram decisões ruins.

 

"Eu tenho fé de que vai melhorar, eu realmente espero que sim, a ponto de ter ido a Paris para me envolver. Eu não tenho nada a ganhar com isso por estar lá, mas se há algo que eu possa ajudar. Eles tomaram todas essas decisões e nunca tiveram a opinião de um piloto. Então, se esse pode ser o ponto decisivo que ajude a mudar isso e a fazer os fãs assistirem uma competição melhor, eu ficarei orgulhoso de fazer parte dela."

 

Lewis tentará conquistar sete vitórias em nove, no GP da Áustria, em 30 de junho.

COMPARTILHAR ESSE ARTIGO:

RECOMENDADO

PARA VOCE