be_ixf;ym_202004 d_05; ct_100
FECHAR
Assets from the 2019 Street League Series in Brazil
NOVIDADES

Nyjah Huston fica com o primeiro lugar no SLS Rio

Jan 162019

A mais épica competição da história do Street Leag Skateboarding está nos livros e o atleta Monster Energy Nyjah Huston, aparece como novo campeão mundial de skate de rua. Na edição de 2018 do campeonato mundial, apresentado pela Monster Energy, na Arena Carioca 1 – Rio de Janeiro, o jovem de 24 anos, nascido em Laguna Beach, Califórnia, clamou o 5º título na SLS Mundial de sua carreira com pontuação máxima na história perante a uma plateia cheia de energia.

Ao lado dele no pódio, o novo colega Monster,  Kelvin Hoefler, de São Paulo, Brasil, levou o segundo lugar após uma disputa feroz entre eles na final. Como a mais recente adição à lista de skatistas da Monster Energy, o skatista brasileiro de 24 anos concluiu uma temporada incrível em 2018, na qual ele conquistou pódios em todas as paradas do SLS World Tour e no Pro Open em Londres.

O campeonato deste final de semana encerrou a temporada 2018 da SLS em um novo formato internacional: além dos maiores profissionais SLS PRO da temporada, competidores de todo o mundo – selecionados através de qualificatórias internacionais – tiveram a chance de se tornarem campeões Mundiais de Skateboarding nas categorias masculina e feminina.

 

Sancionada pela entidade internacional, World Skate, os campeonatos mundiais oficiais incluem competidores da Austrália, Bélgica, Brasil, Canadá, China, França, Alemanha, Japão, Espanha, Estados Unidos, Reino Unido e muito mais.

 

Embora ele tenha vindo ao Rio como campeão mundial do SLS Super Crown 2017, Huston teve que garantir sua vaga na final da meia-final Uma lesão no joelho, sofrida no início de 2018, o impediu de ganhar os pontos de qualificação do World Tour durante a temporada. Porém, conhecido como quem supera sob pressão, Huston levou o segundo lugar na semifinal de alta pressão que eliminou vários competidores de alto nível.

 

Após garantir sua vaga na final com movimentos incríveis como backside, nosebluntslide do banco e mudar de kickflip frente à barreira, Huston publicou em seu Instagram: “Apenas 4 pessoas chegaram às finais de amanhã. Muito empolgado em ser parte disso, mal posso esperar para mandar a ver!”.

 

E “mandar a ver” foi exatamente o que Huston Fez. A final subiu de nível quando Hoefler tomou a liderança postando um Nine Club run com half cab bluntside 270 no trilho de fechamento, fakie no trilho e traseira tailslide na grande colisão para o trilho central. 

 

A resposta de Huston foram os truqeues técnicos para pontuar 9.2 no Run, incluindo backside overcrook bump-to-rail, 360 flip, bigspin flip e Hlf Cab flip over the over, 180 overcrook à borda do fosso Euro, frontside feeble na barra chata e disaster the quartepip, além de um gnarly backside 180 nosegrind na barra central.   Quando as atenções se voltaram para o Best Trick, o nível de dificuldade foi elevado segundo os comentaristas ao vivo Paul Zitzer e Chris Cole, “a final mais épica da história do SLS”, declararam. Embora competidores como o brasileiro Felipe Gustavo – que acabou ficando em 3º lugar – tenham alcançado batido pontuações sem precedentesno Nine Club, a final foi uma batalha cara-a-cara entre Huston e Hoefler.

 

Huston construiu sua liderança com truques técnicos na barra central, incluindo o Caballerial no backside lipslide (9,0 pontos), o kickflip backside lipslide (9,0 pontos) e um backside kickflip ultra-tech (9,5 pontos) para a pontuação final de 37,00 pontos totais. Mas Hoefler também não ficou para trás. Motivado pelo público apaixonado da cidade natal, ele respondeu com o kickflip backside lipslide no alto bar central (9,0 pontos), bigspin frontside bluntslide para bigspin out (9,5 pontos) e assumiu a liderança da Huston com um kickflip torto na peça central bar (9,5 pontos).  

Com as costas contra a parede, Huston puxou um truque que ele nem mesmo tentou selar o acordo: uma virada de 360º para o lado da frente na curva do centro para o trilho marcou a maior pontuação do fim de semana, com 9,6 pontos e pontuação total de 37,6 pontos a vitória. Com uma média de 9,4 pontos por truque, 37,6 pontos é o maior total em qualquer evento da SLS na história e reflete o nível insano da final do Campeonato Mundial.

 

“A vitória de hoje significa tudo para mim. Não só porque é a minha primeira vitória desde o ano passado, mas porque esta foi a competição mais insana de sempre. Obrigado, Rio!” disse Huston após levar o título na SLS World Championship no Rio de Janeiro.

 

Parabéns a todos da Monster Energy por esta conquista, especialmente porque a SLS 2018 foi um desafio para Huston. Depois de uma lesão no joelho no Tampa Pro em março, o skatista mais premiado da história do SLS foi afastado do SLS Pro Open London – e da chance de marcar pontos no ranking da temporada – em maio. Recentemente retornado da fisioterapia em julho, ele teve que contentar com o quarto lugar no Los Angeles SLS Tour Stop. Mas algumas semanas depois, Huston ganhou o ouro dos X Games na Skateboard Street, na X games Minneapolis, e agora está de volta, no topo como Campeão Mundial de SLS.

COMPARTILHAR ESSE ARTIGO:

RECOMENDADO

PARA VOCE