be_ixf;ym_202007 d_09; ct_100
FECHAR
Conor McGregor and Donald Cerrone during the UFC 246 fight at the Park Theater on January 17, 2020 in Las Vegas, Nevada.
NEWS

Conor McGregor está de volta

Jan 282020

Ele está de volta! Monster Energy dá os parabens a Conor "The Notorious" McGregor pela sua vitória por TKO na primeira ronda contra Donald "Cowboy" Cerrone no UFC 246 em Las Vegas na noite de sábado. Na luta principal do evento na sobrelotada T-Mobile Arena, o ícone de artes marciais mistas de Dublin, na Irlanda com 31 anos, demoliu o seu opositor em apenas 40 segundos para um retorno bem-sucedido às lutas do UFC após um hiato de 15 meses.

Como uma das lutas mais esperadas recentement, o UFC 246 atraiu um público de mais de 19.000 espectadores na T-Mobile Arena e milhões a assistir por pay-per-view em todo o mundo. As apostas eram altas para o ex-campeão de duas divisões McGregor, que estava a tentar recomeçar no UFC após sua derrota pelo título de lightweight contra Khabib Nurmagomedov em outubro de 2018.

McGregor escolheu uma lenda certificada do UFC como oponente em seu retorno: Donald "Cowboy" Cerrone faz parte da lista de atletas de elite do Monster Energy e detém o recorde de mais vitórias (23), mais finalizações (16) e bônus pós-luta (18) na história do UFC. Além disso, o homem de 36 anos que treina na sua quinta lendária no Novo México participou em todas as lutas oferecidas nos últimos anos e entrou no octógono dez vezes desde 2016.

Para alem disso, McGregor regressou numa nova classe de peso. Ele foi visto pela última vez a lutar com 155 libras e agora estava a enfrentar o Cowboy na divisão welterweight. Isso fez com que os especialistas do UFC questionassem como seria McGregor a 170 libras?

Pareceu rápido, agressivo e extremamente perigoso. Começando a ronda, McGregor saiu do canto e atacou Cerrone com a mão esquerda. Cerrone conseguiu evitar o golpe e os dois lutadores travaram num clinch, durante o qual McGregor surpreendeu Cowboy com ataques de ombro que ensanguentavam o nariz.

Já sangrando por alguns segundos na luta, Cerrone recuou, apenas para ser apanhado por um brutal pontapé esquerdo no queixo que o derrubou no chão. McGregor levou apenas mais alguns segundos para finalizar o Cowboy com socos no chão antes do árbitro Herb Dean decidir a luta por TKO ao marcar 00:40.

Acabou tão rápido que Cerrone (36-14, 1 NC) não fez um único ataque. Enbrulhado na bandeira da sua terra natal, a Irlanda, McGregor comemorou a vitória - a primeira desde que conquistou o título de lightweight ao Eddie Alvarez no UFC 205 - em frente à multidão na T-Mobile Arena.

“Eu gosto desta divisão. Eu sinto-me muito bem. Mas eu saí daqui ileso. Estou em forma. Temos trabalho a fazer para voltar para onde eu estava”, disse McGregor ao vencer a luta do evento principal no UFC 246, em Las Vegas, no sábado. Ele também encontrou palavras de respeito por seu oponente. “Obrigado Cowboy, eu aprecio-te. Você é uma lenda neste jogo.”

 

A vitória da noite de sábado eleva o recorde de carreira profissional de McGregor para 22-4 e acrescenta outra conquista importante. “Eu fiz história aqui hoje à noite. Eu estabeleci outro recorde. Sou o primeiro lutador da história do UFC a obter vitórias por KO na featherwight, na lightweight e agora na welterweight”, disse McGregor na sua entrevista pós-luta no octógono.

Parar o Cowboy em 40 segundos marca a segunda vitória mais rápida da carreira de McGregor, logo atrás do KO de 13 segundos de Jose Aldo no UFC 194 em dezembro de 2015. Ao longo da sua carreira, McGregor estabeleceu novos recordes de pay-per-view em desportos de combate , incluindo a luta de boxe contra o onze vezes campeão mundial de boxe em cinco divisões, Floyd Mayweather Jr., assistido por 5 milhões de telespectadores em agosto de 2017. Vencedor de vários prêmios de Lutador do Ano, McGregor tornou-se o primeiro lutador do UFC a realizar simultaneamente campeonatos em dois pesos. divisões (lightweight e featherweight).

Então, o que vem a seguir para McGregor? Na sua entrevista no ringue na noite de sábado, McGregor disse que manterá as suas opções em aberto na categoria welterweight, onde o atual campeão dos welterweight do UFC, Kamaru Usman, e o detentor do BMF Belt, Jorge "Gamebred" Masvidal, são alvos de alto nível. "Pode ser qualquer um destes tolos", disse McGregor. "Todos eles. Qualquer um. Não importa.”

Ao mesmo tempo, os especialistas de MMA, incluindo o presidente do UFC Dana White estão a prever uma repetição entre McGregor e Khabib Nurmagomedov para o título de 155 libras depois de sua última luta que quebrou recordes de pay-per-view no desporto. Aconteça o que acontecer, o jogo mudou agora que o Notorious está de volta.

“Estou empolgado com o futuro. Não vou me vou deixar ficar sobre esta vitória. Agora é de volta ao ginásio e de volta ao trabalho. Quem é o próximo não importa, o 'quando' é que é mais interessante”, disse McGregor em Las Vegas na noite de sábado, acrescentando: “O mundo inteiro delira quando eu luto, então quero voltar lá novamente. Em breve, veremos o que acontece.”

SHARE THIS ARTICLE:

RECOMENDADO

PARA VOCÊ